02 janeiro, 2016



Hoje eu só quero respirar fundo, abraçar o ar, aproveitar as coisas simples da vida.
Quero organizar minhas ideias e afastar pensamentos cinzentos... Afinal o que esperam de mim pouco sei. Talvez pela "desimportância" que isto me traga. O que posso dar, talvez seja pouco, embora eu sempre pretenda o maior do imenso.
Dou o que posso: jeito que eu arranjei de fazer minha parte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário