19 junho, 2015

Das boas notícias: Você ;)


Desenhando você dentro da esperança mais casta. E te esperando na manhã inaugurada da paciência cultivada. Sei que é preciso estar pronta enquanto o seu ser se prepara para "a coragem" porque eu sei, e você sabe dos meus "longos voos" e da "intensidade de cada mergulho."
Por enquanto, eu escrevo "nossa história" em páginas de amor reciclado. Estou reaproveitando meu passado até deixá-lo ir por completo: até ficar somente o aprendizado.
E guardo todo o espaço em branco para preenchermos juntos. Inteiros. Certeiros na carícia arrendondada de cada frase. Incoerentes, mas coesos. Pacientes, mas entusiasmados. E juntos, teremos todas as licenças poéticas para, de mãos dadas, fluir lado a lado.
E no "momento certo" eu te recebo, aceito e agradeço.

Moço, você é uma boa notícia.

Um comentário: