30 outubro, 2014




É difícil acreditar nos outros quando você já teve mil motivos para descrer, mesmo que esses mil motivos estejam apenas em umas poucas pessoas. Não é fácil, mas a reconstrução do que ficou é necessária, é fundamental. Conseguir enxergar o lado positivo das coisas, extrair o que for bom, deixar vazar o que não acrescenta, mandar embora o que diminui.
Que a bondade do meu coração não amargue frente ao cinismo de alguns; que a minha fé nas pessoas não diminua, mesmo que uma delas abale levemente a minha estrutura e perca de mim os melhores sentimentos. Que eu possa entender que honestidade é coisa rara, mas existe, e que covardia é um defeito comum, que algumas pessoas não possuem. Afinal, como bem disse Exupéry: “Loucura é odiar todas as rosas porque um espinho te feriu.”

Que não percamos a fé, que cultivemos nosso amor. Sempre. Apesar de.

Nenhum comentário:

Postar um comentário