25 julho, 2012

O meu amor por você é inédito. Novo e maduro – como pode?
Penso, sinto e quero você.
Hoje, amanhã e na medida sem fim do tempo.
Quando estou em silêncio e lembro que você existe eu sinto paz.
Suspiro aliviada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário