16 julho, 2012


É certo que eu tenho noites ásperas
Que se escondem nas esquinas dos desencontros,
Mas também tenho boas janelas em casa
Que assopram bons tempos e limpam os caminhos
De vento em vento.
Tenho,
Porque tudo lá fora se reinventa
Com a mesma frequência
Que o coração ama aqui dentro.

Ainda bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário