19 junho, 2012

O moço dos olhos de mel


Eu me apaixonei por ele enquanto estávamos "juntos", e me apaixonei ainda mais nesses anos em que estamos separados.
Eternizei os instantes em que a gente se entendia pelo olhar, ele dizia que eu conseguia ler sua mente.Será?
Moço, confesso que fugi de você e daquelas suas manias assustadoramente encantadoras e do seu cheiro inebriante e único. Não queria seus olhos de mel me desvendando.Puro medo!
O moço tem aquele riso de sol que me deixa tão leve.
Ultimamente ando me perguntando se um dia desses  nosso encontro vai acontecer inteiro...eu guardo em mim um fiozinho de esperança.
Moço não sou de guardar muita coisa não, mas das que guardo,
tudo tem amor pelo meio e tem você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário