25 fevereiro, 2011


"A culpa minha, maior, é meu costume de curiosidade de coração. Isso de estimar os outros, muito ligeiro, defeito esse que me entorpece. Sofrimento passado é glória, é sal em cinzas. O que existe da alma é a reza... quando estou rezando, estou fora de sugidade, à par de toda loucura."

Nenhum comentário:

Postar um comentário